7 Fev

A convite da Coordenação da Pós-graduação em Direito do Urbanismo e do Ambiente da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria, leccionei uma vez mais o módulo de Direito dos Solos e Construções.

Neste módulo propõe-se desenvolver e aprofundar competências, no âmbito da relação entre Direito do Urbanismo e a prática urbanística concreta, desenvolvendo e actualizando o domínio técnico e prático dos seus discentes, assim como promovendo a reflexão crítica, teórica e metodológica em torno da relação entre a prática urbanística (consubstanciada na construção do espaço urbano) e a prática jurídica (quer ao nível do suporte directo que oferece ao planeamento, quer ao nível da conceptualização mais geral do ordenamento do território e das relações que institui entre a administração pública e os interesses particulares dos seus cidadãos).

Bibliografia Essencial

  1. Badiou, Alain; O Urbanismo depois da Crise. Lisboa: Livros Horizonte, 2011.
  2. Caucquelin, Anne; A Invenção da Paisagem. Lisboa: Edições 70, 2008.
  3. Goitia, Fernando Chueca; Breve História do Urbanismo. Lisboa: Editorial Presença, 2010.
  4. Grande, Nuno; O verdadeiro mapa do universo: Uma leitura diacrónica da cidade portuguesa. Coimbra: Edições do Departamento de Arquitectura da FCTUC, 2002.
  5. Portas, Nuno; A Cidade como Arquitectura. Lisboa: Livros Horizonte, 2007.
  6. Remy, Jean; A Cidade: Rumo a uma nova definição? (1992) Porto: Afrontamento, 1994.
  7. Secchi, Bernardo; Primeira Lição de Urbanismo . São Paulo: Perspectiva, 2006.
  8. Tribillon, Jean-François; L’Urbanisme. Pris: Éditions La Découverte, 2002.
  9. VV.AA., Pensar o Ordenamento do Território – Ideias, Planos, Estratégias: Actas do Seminário. Lisboa: Universidade Nova de Lisboa/Faculdade de Ciências Sociais e Humanas/Instituto Pluridisciplinar de História das Ideias, 2000.

Bibliografia Complementar

  1. Arendt, Hannah (1951); A Promessa da Política. Lisboa: Relógio d’Água, 2007.
  2. Arendt, Hannah (1967); Verdade e Política. Lisboa: Relógio d’Água, 1995.
  3. Ascher, François; Novos princípios do Urbanismo seguido de Novos compromissos urbanos: uma síntese. Lisboa: Livros Horizonte, 2010.
  4. Benevolo, Leonardo; A cidade na História da Europa. Lisboa: Presença, 1995.
  5. Bernardi, Bruno; Qu’est-ce qu’une décision politique? Paris: Vrin, 2003.
  6. Bourdieu, Pierre (2006); As Estruturas Sociais da Economia. Porto: Campo das Letras, 2006.
  7. Bourdieu, Pierre (2000-2001); Para uma Sociologia da Ciência. Lisboa: Edições 70, 2004.
  8. Brandão, Pedro; A Cidade entre Desenhos. Lisboa: Livros Horizonte, 2006.
  9. Burns, Tom R., Flam, Helena (1987); Sistemas de Regras Sociais: Teoria e Aplicações. Lisboa: Celta, 2000.
  10. Carvalho, João Manuel; Planeamento Urbanístico e Valor Imobiliário – As parcerias público-privado: teorias, metodologia, potencial. Lisboa: Principia, 2005.
  11. Carvalho, Jorge; Ordenar a cidade. Coimbra: Quarteto, 2003.
  12. Choay, Françoise; A Alegoria do Património (1982). Lisboa: Edições 70, 2006.
  13. Choay, Françoise (1965); L’Urbanisme, utopies et réalités – Une anthologie. Paris, Éditions du Seuil (Points – Essais), 1988.
  14. Conselho Europeu de Urbanista (2003); A Nova Carta de Atenas 2003 – A Visão do Conselho Europeu de Urbnistas sobre as
  15. Cidades do Século XXI. Lisboa, CEU- ECTP, 2003.
  16. Derrida, Jacques (1994); Força de Lei – O fundamento místico da autoridade. Lisboa: Campo das Letras, 2003.
  17. Domingues, Álvaro; A Rua da Estrada. Porto: Dafne, 2009.
  18. Ferreira, António Fonseca (2005); Gestão Estratégica de Cidade e Regiões. Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 2005.
  19. Foucault, Michel (1975), Vigiar e Punir. Petrópolis: Vozes Editora, 1997.
  20. Giddens, Anthony (1979); Dualidade da Estrutura. Lisboa: Celta, 2000.
  21. Gregotti, Vittorio; Território da Arquitectura. São Paulo: Editora Perspectivas, 2001.
  22. Habermas, Jurgen (1968), Técnica e Ciência como Ideologia. Lisboa: Edições 70, 2001.
  23. Koolhaas, Rem; Três Textos sobre a Cidade. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 2010.
  24. Lynch, Kevin; A Boa Forma da Cidade (1981). Lisboa: Edições 70, 2007.
  25. Lynch, Kevin; A Imagem da Cidade (1960). Lisboa: Edições 70, 1999.
  26. Mumford, Lewis; A Cidade na História: Suas origens, transformações e perspectivas (1961). São Paulo: Martins Fontes, 1991.
  27. Ragon, Michel (1986); Histoire de l’architecture et de l’urbanisme modernes (tomes 1/2/3). Paris, Casterman (Points – Essais), 1991.
  28. Rosenau, Helen; A Cidade Ideal: Evolução arquitectónica na Europa (1983). Lisboa: Presença, 1988.
  29. Ruivo, Fernando; O Estado Labiríntico: O poder relacional entre poderes local e central em Portugal. Lisboa: Edições
  30. Afrontamento, 2000.
  31. Rykwert, Joseph; The Seduction of Place: The History and Future of the City. Milton Keynes: Oxford, 2009.
  32. Silva, Augusto Santos (2006); A Sociiologia e o Debete Público – Estudos sobre a relação emtre Conhecer e Agir. Porto: Afrontamento, 2006.
  33. Silvano, Filomena (2001); Antropologia do Espaço: Uma Introdução. Lisboa, Celta, 2002.
  34. Touraine, Alain (1984); O Retorno do Actor. Lisboa: Instituto Piaget, 1996.
  35. Weber, Max (1917/1918/1919/1922), Três Tipos de Poder e outros Escritos. Lisboa: Tribuna, 2005

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: